Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Câmara de Chapadão do Sul aprova repasse de R$ 200 mil à Serc para disputa do Estadual

Postado em 24/02/2021 por

Compartilhe agora.

Em votação realizada durante a sessão desta segunda-feira (22), a Câmara Municipal de Chapadão do Sul aprovou o repasse de R$ 200 mil à Serc para a disputa do Campeonato Estadual de Futebol de Mato Grosso do Sul. O projeto é de autoria do Executivo e havia sido encaminhado para apreciação do Poder Legislativo.

De acordo com o vereador André dos Anjos (PSDB), a Serc tem papel importante para a sociedade, pois fomenta a atividade esportiva desde o amador, por meio das escolinhas, até o profissional. Neste sentido, contribui para a formação dos cidadãos sul-chapadenses.

“Já joguei muito futebol e agradeço ao esporte, pois foi um divisor de águas pra mim. Não me tornei profissional, mas tive boa formação na base, principalmente na questão do caráter. O valor que a gente repassa para disputar o campeonato é modesto, mas espero que a Serc faça o melhor com o que tem”, pontuou.

Por sua vez, o vereador Tucano, do DEM, disse que, apesar de concordar com o repasse, espera que seja feita uma prestação de contas mais esclarecida. “Temos que pensar no povo […] pois a sociedade já não tem mais diversão e muitos pais de família vão assistir aos jogos e torcer. Lógico, que queremos que seja apresentada uma prestação de contas completa”, pontuou.

Já a vereadora Ka Nogueira, do MDB, lembrou da importância dos trabalhos sociais e esportivos da Serc, mas destacou que no momento o município tem outras prioridades. Ela considerou, por exemplo, que no ano passado, a Secretaria Municipal de Segurança Pública recebeu apenas R$ 314 mil ao longo de 12 meses, enquanto a escolinha da Serc recebeu R$ 20 mil mensais e mais agora estes R$ 200 mil.

“Para mim, é um tanto quanto dicotômico e complicado pensar que R$ 200 mil serão destinados a um campeonato de futebol. Quero deixar claro que não sou contra a Serc nem contra a escolinha, pelo contrário, penso que devemos dar toda atenção possível e espaço digno para atendimento de crianças e jovens, mas não é mais possível trabalharmos esse tipo de situação”, finalizou.

Fonte: MS Todo Dia

Por: Thiago Silva*

*Com a supervisão e autorização do diretor do departamento de jornalismo da Cultura FM 97,3

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.