Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Secretaria de Saúde do MS emite alerta após MG registrar morte por doença transmitida através de carrapato de capivaras

Postado em 26/05/2021 por

Compartilhe agora.
Segundo a SES, o último caso registrado da doença em Mato Grosso do Sul foi em fevereiro de 2018, em um homem com histórico de viagem para áreas rurais.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) emitiu, nesta terça-feira (25), uma nota de alerta após a cidade de Itaúna, em Minas Gerais, registrar uma morte por febre maculosa, transmitida por carrapato de capivaras. Apesar do alerta, MS teve o último caso da doença em fevereiro de 2018, em um homem com histórico de viagem para áreas rurais.

Transmitida pela picada do carrapato-estrela, o parasita tem como hospedeiro principal a capivara, animal comum no estado. A morte da cidade mineira ocorreu no fim do mês de abril, um dia após a internação do paciente e cinco dias depois do aparecimento dos primeiros sintomas.

Conforme a SES, a febre maculosa pode causar inflamação do cérebro, paralisia e insuficiência respiratória ou renal, além de afetar órgãos como o coração, fígado, baço e pâncreas. Os principais sintomas da doença são: febre alta, mal estar generalizado, dores de cabeça e abdominais, náusea, vômito, diarreia e manchas avermelhadas pela pele.

Possuindo cura, a doença precisa ser precocemente diagnosticada e tratada de forma apropriada. O diagnóstico é realizado principalmente por meio de exames de sangue.

Principais formas de prevenção:

  • Usar calças, botas e blusas com mangas compridas ao caminhar em áreas arborizadas e gramadas
  • Evitar andar em locais com grama ou vegetação alta
  • Usar repelentes
  • Em locais de risco, verificar a presença de carrapato no corpo do animal

Casos suspeitos

A notificação de casos suspeitos de Febre Maculosa deve ser realizada de forma imediata, a partir do momento da suspeição da doença.

Para notificação de casos suspeitos dentro do horário de expediente e demais informações sobre a Febre Maculosa e outras doenças provocadas por animais aos seres humanos, entrar em contato diretamente com o setor de Zoonoses da SES, pelo telefone (67) 3318-1847 ou pelo e-mail gtzoonosesms@outlook.com.

Para notificações fora do horário de expediente, finais de semana e feriados, o CIEVS possui canais de comunicação ininterrupta, 24h por dia, todos os dias da semana. São elas:

  • Disque-notifica: (67) 9 8477-3435 (ligações, mensagens e WhatsApp)
  • E-notifica: cievs.ms@hotmail.com

Fonte/Dados: G1 MS

Por: Thiago Silva

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.