Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Mensagens de ‘fé e esperança’ são colocadas em marmitas de pacientes com Covid, na Santa Casa da Capital

Postado em 26/05/2021 por

Compartilhe agora.
Segundo o hospital, a ação tem como objetivo humanizar as relações e proporcionar mais conforto emocional aos pacientes, profissionais e colaboradores.

A Santa Casa de Campo Grande passou a colocar mensagens otimistas na tampa das marmitas destinadas aos pacientes que tratam a Covid, na instituição. A frase estampada, é a seguinte: “Fé, esperança… tudo vai ficar bem!”.

Não só os pacientes que recebem a mensagem e a comida quentinha, acompanhantes, médicos, enfermeiros e toda a equipe de colaboradores do hospital também passaram a receber as refeições com os dizeres de “fé e esperança”.

A ação foi desenvolvida pela Comissão de Humanização do hospital, que começou a entregar junto às refeições, outras mensagens que motivam os profissionais e ao mesmo tempo dão esperança aos pacientes internados em tratamento.

Além de proporcionar um atendimento mais humanizado aos pacientes, a gerente de hotelaria da Santa Casa de Campo Grande, Lígia Benfati, explica que ação pretende auxiliar na saúde emocional de quem trabalha e dos internados.

“A iniciativa partiu da Comissão, mas o Serviço de Nutrição está contribuindo para tornar esse momento mais especial. As mensagens foram colocadas inicialmente nas refeições ofertadas no setor destinado aos pacientes com suspeita ou confirmação para Covid-19. E também para os profissionais da área”, relatou Lígia Benfati.

Equipe diz que as mensagens podem ajudar na recuperação de pacientes com Covid — Foto: Ascom Santa Casa de Campo Grande
Equipe diz que as mensagens podem ajudar na recuperação de pacientes com Covid — Foto: Ascom Santa Casa de Campo Grande

A gerente de hotelaria contou que desde o começo da pandemia, as ações de humanização foram desenvolvidas de forma constante no hospital, com o objetivo de proporcionar acolhimento físico, social e psicológico aos envolvidos no tratamento das pessoas com Covid.

A enfermeira Regiane Bononi, que é gerente de comissões técnicas do hospital, disse que as ações “renovam o ânimo e gera mais conforto, neste cenário que vivemos”.

“Além de fazer a diferença na vida de quem recebe, também impacta diretamente na rotina dos trabalhos e no tratamento, no caso dos pacientes”, frisou Regiane.

“A preocupação com a necessidade de cuidar de quem cuida vem se destacando durante a pandemia, e dentro dos princípios da Santa Casa, que é prestar assistência humanizada ao paciente. Assim decidimos implantar esse projeto, para que o paciente e profissional se sintam acolhidos e se esforcem ainda mais para enfrentar os desafios neste momento, e com mais leveza”, finalizou Regiane.

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.